24.5.11

Tô fora

"HÁ MUITAS FORMAS DE TORTURA

inclusive a auto-tortura, que enlouquece e vitimiza. Como diz meu amigo Marcus Linari: "não é só você que se fode nessa vida". Então arrastar correntes pode até ser inevitável por um tempo, mas tentar soltar-se delas é um direito/dever de todo mundo. Sair andando, sabe? Trocar de preocupação, trocar a roupa de cama, trocar de casaco e sair para a rua. Bem, fiquei pensando se citava ou não essa frase já tão batida, mas depois lembrei-me de que este blog é meu, então escrevo o que quiser. Portanto, vamos lá: "Eu nunca vi nada selvagem sentir pena de si mesmo." (D.H. Lawrence)"

(disse a Fernanda D'Umbra lá no sempre bom Sem Gelo, e eu agradeço o toque)

4 comentários:

Andressa B. disse...

Tudo que eu estava precisando ouvir!

Carla Vergara disse...

sempre bom lembrar.

maria rezende disse...

Fernanda D'Umbra é uma danada!

Neo One Eon disse...

Concordo em gênero, número, grau, poesia e coragem!